Vereador de Niterói pode ser cassado por contratar funcionários-fantasmas

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) ajuizou ação civil pública requerendo à Justiça a perda do cargo do vereador de Niterói, Carlos Alberto Macedo, por ato de improbidade administrativa, entre outras sanções, em decorrência da prática de nomeação e manutenção de funcionários-fantasmas nos quadros funcionais dos Poderes Executivo e Legislativo do Município de Niterói.

Ler mais
error: Content is protected !!